Arquivo do blog

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Horizontes ...




Entre nós e o destino , existe um bilião, trezentas mil virgulas, pontos de exclamação, pontos de interrogação que se desmultiplicam, e um horizonte de linhas contínuas que subsistem e de forma cadenciada se substituem , criando assim uma infinidade de prismas , ângulos , cores e geometrias anunciando possibilidades …

Entre nós, pessoas, mundo e realidade , a distância que parece prevalecer, é aquela que repousa no substrato da equação resultante da ponte entre a realidade que se vai desvanecendo do ontem e a realidade que emerge e se afirma no presente , essa mesmo que se impõe em cada momento … e os contornos resistentes que desenharam os Lugares, as Escarpas , as Planícies , os Bastiões e as Paisagens da nossa Verdade.

Esse substrato, é também o sangue e a seiva descendente que veio a montante, é a areia, a terra molhada com cheiro a barro , o rebento seco transformado em palha, a poeira remanescente das mutações , os pigmentos aleatórios , que misturados com a água do rio , do mar e da chuva , formam a argamassa da nossa génese, que assim absorveu ínfimas partículas, moléculas , átomos que resultam em sinapses e conceções químicas emergentes em cada uma das nossas perceções .

Nesta conclusão generalizada, em que o pensamento se deixa resvalar para uma metamorfose intimista, só me resta continuar a Agradecer a imensa fortuna de tantas coisas impagáveis e impalpáveis com que tenho sido Agraciado pelos Deuses que me querem Bem, e fazer tudo para que em cada ponto de miragem da minha momentânea paisagem , continue sempre a procurar encontrar os Caminhos visíveis , subtis e invisíveis, que construam e propaguem o rastilho da simples Felicidade …



Luis Sousa



9 comentários:

Paula Andrade disse...

Olá Luis !

Em cada um de nós existem horizontes que se ajustam a todas as realidades que vão surgindo, mas tal como deixas nesta tua soberba mensagem escrita, tudo se deposita no substrato das equações .

Este teu espaço é um dos poucos espaços que visito, precisamente pela capacidade de escrita que aqui encontro e pelo registo intimista que aqui encontro .

Parabéns por te manteres sempre fiel a ti mesmo !

Beijinho e boa semana !
Paula

Andreia Morais disse...

Excelente texto!

r: Sim, isso também é verdade :)

ॐ Shirley ॐ disse...

Assim é, Luis. É preciso ver com os olhos da alma para alcançar sabedoria e discernimento de tudo o que nos cerca.
Somos a cópia do macrocosmo. Somos pequenos deuses em evolução.
Alcançar a felicidade, não é fácil, mas, só depende de nós.
Querido amigo, Paz e Luz!

Ana Freire disse...

Como sempre, Luis, uma escrita absolutamente cativante, plena de sensibilidade e intimismo... que adoro descobrir em cada palavra...
E faço votos para que encontres sempre os caminhos que sempre te deixem mais próximo da felicidade... da tua felicidade... e ao teu jeito...
Beijos! Continuação de boa semana!
Ana

Graça Pires disse...

Bom dia Luís! Um texto muito reflexivo. Entre nós e o destino o caminho da vida e o caminho da morte...
Um beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

Luís
mais um excelente texto muito bem escrito e que nos merece uma profunda reflexão.
e com um misto de humildade que ficou muito bem.
beijo
:)

MARILENE disse...

São sábias suas colocações. Entre os vários caminhos, havemos que escolher o que é significativo e propicia crescimento. Abraço.

ॐ Shirley ॐ disse...

Passei por aqui hoje, reli sua crônica e deixei um abraço para você!

GarçaReal disse...


Os caminhos são vários mas a escolha é só uma e não tenho qualquer dúvida que tentamos sempre fazer a escolha certa, na hora certa e no momento exato.

A vida dá voltas absolutamente impensáveis e espantosas, mas há sempre algo intrínseco que nos guia.

Bom como sempre

Bjgrande do Lago