Arquivo do blog

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Febril Loucura ...




Aproximei-me de ti

Rocei o meu rosto no teu cabelo macio
Inalei esse aroma perfumado
Desse teu corpo inflamado

Momento único
Suspiraste ao vivê-lo

Os teus olhos observei
Segredos da tua boca escutei
Todos esses desejos abracei

Beijei-te
Senti o aveludado da tua pele
Tuas orelhas levemente mordisquei

Nessa tua boca carnuda
Mergulhei
Nesses teus lábios vagueei
Nesse teu corpo de mulher
Simplesmente viajei

Ao meu ouvido te chegaste
Na rouquidão da tua voz
Baixinho
Inconfessáveis desejos suplicaste

O mel dos teus seios
Saboreei
Teus mamilos
Ferverosamente suguei

Na doçura
Na mais completa e pura
Nessa imensa febril loucura
Tu me pediste

E eu desci
Desci
E desci

E desmesuradamente
Em todos os teus íntimos recantos


Eu Loucamente


Me perdi …




Luis de Sousa







8 comentários:

Paula Andrade disse...

Olá Luis ,

Uuuuuuuaaaaaauuuuuuuuuu !!!!

Versatilidade , ecletismo e sublimação total na forma como és capaz de em qualquer registo e modelo de Escrita apresentares a tua expressão de excelência !

Todos os posts em baixo fantáscticos, este Poema Febril Loucura , um verdadeiro hino de poesia onde transpira em cada poro o erotismo e os sentidos na sua pujança e na sua beleza !

Simplesmente Mágico !

Um Beijo grande e Votos de uma Boa Semana :)
Paula

© Piedade Araújo Sol disse...

um belo poema de amor, cheio de amor e sensualidade!
gostei, pois!
boa semana.
beijos
:)

Cecilia disse...

Boa tarde!
Quanto romance Luis, belíssimo poema repleto de sensualidade!
Abraços.

Andreia Morais disse...

Gostei!

r: Verdade :)

Ana Freire disse...

Escrita absolutamente envolvente e arrebatadora, Luis!
E agora... já nem sei se aprecio mais o que escreves em prosa, se em poesia... fico-me pela dúvida... pois aprecio imenso as duas formas... e nem me atrevo a escolher...
E parabéns pela tuas fantásticas partilhas de textos de autor... de estilos únicos e diversos...
Espero conseguir olhar para o Miguel S. Tavares com outros olhos... até agora, a sua arrogância, agressividade natural, e estilo depreciativo, não me têm cativado muito, para desejar conhecer mais a fundo as suas obras... mas já sei que posso contar contigo, para me fazer mudar de ideias...
E dar um bracito a torcer... até nem é uma coisa que me incomode muito... quando me conseguem convencer de algo em contrário... o que nem sempre é fácil... ;-P
Boa semana! Beijinho
Ana

CÉU disse...

Depois dos bem escolhidos e diversificados textos, poesia ou prosa, aqui publicados, e k li com muito apreço, aparece o seu sensualíssimo e corpóreo poema, que fui percorrendo, acompanhando com os sentidos e eis que o Luís, e como seria, naturalmente de esperar, "bateu no fundo" e perdeu-se, obvia e logicamente.

Boa sexta e excelente fim de semana.

Abraço.

Cecilia disse...

Boa noite Luis.
Muito obrigada pelo carinho de suas palavras.
Seus poemas e palavras também são verdadeiros, belíssimos e repletos de sentimentos!
Aqui no Brasil entramos no verão, a mais perfeita e bela estação.
Abraços e felizes dias sempre.

GarçaReal disse...


Belo este poema, cheio de intensidade,com laivos de erostismo. São os maravilhosos momentos de amor que a vida nos dá e que guardamos no mais íntimo de nós.
Recordou-me talvez, um outro que escreveste em tempos.

Belíssimos também os textos que acabei de ler. Destaco o do Miguel Sousa Tavares.

Como sempre excelentes partilhas nos dás.

Bom domingo

Bjgrande do Lago