Arquivo do blog

domingo, 13 de setembro de 2015

As Preciosas ...





Quero e quererei sempre mais da Vida , não me escondo nem me esconderei nunca de tudo o que quero , do que é Bom , do que é Belo ,do que é Verdadeiramente Inspirador, Motivador , Verdadeiro e Catalisador dos meus Pensamentos e dos meus Sentidos , dos elementos etéreos da minha Alma e de todos os Significados que Encontro no firmamento do meu Olhar …

Distancio-me cada vez mais da mesquinhez , da hipocrisia , do ciúme nefasto , da falsidade , da pobreza de espírito, e de qualquer outra insipiência humana que invariavelmente vou encontrando …

Por isso afasto-me ao mínimo sinal , pois tudo isso me faz mal, como idealista de Pensamento e de formação ao longo destas décadas , tudo isso infelizmente , ainda me vai causando alguma frustração e alguma revolta.( pelos vistos,o meu Caminho de Aprendizagem será longo nesta materia )

Mas pela milionésima vez sei que não há volta a dar , a realidade é esta , e no registo do segmento desta realidade vazia e oca de que falo , a carência de satisfação dos demais Egos fala sempre mais alto, os conceitos atraiçoam-se no instante seguinte à sua nascença , os Valores Verdadeiros são meros resquícios de um Tempo estropiado pela carência , e pela necessidade ( mesmo que efémera) de satisfação no imediato que anestesia a verdade intrínseca de cada subjetiva realidade, e assim inevitavelmente, as opções fecham-se,e eu nesta neblusidade envolvente questiono-me sem respostas ... restam-me os muros,as cercas e as vedações que circundam estas pequenas terras do meu Mundo , espaços Meus, partilhado com os Meus , onde quero que a minha Existência Aconteça e permaneça de forma mais igual possível a mim mesmo, mais Verdadeira e mais Simples …

Peneiro as “Pedras” , e só restarão ( se restarem ?! ), as luminosas,as preciosas , aquelas que independentemente do seu Lugar no Tempo e no Espaço ,tenham na sua essência uma Aura mais Genuína e mais Verdadeira …



Luis Sousa



10 comentários:

Paula Andrade disse...

Olá Luis ,
Li, reli , li novamente e voltei a ler este teu impressionante texto, com uma exímia comunicação onde as palavras ganham imagens em cada instante e onde a reflexão acontece ponderosa e cruel , mas acima de tudo totalmente verdadeira !!

Tenho estado aqui durante longos minutos , já nem sei há quanto tempo aqui estou , lendo, relendo , refletindo , pensando nas tuas palavras , nas tuas interpretações no mínimo iluminadas e de uma clarividência absoluta meu amigo .

Dizer o quê mais ? Dizer que nesta leitura , nestes momentos de reflexão causadas por este poderoso , gritante texto , resta-me dizer-te que não podias estar mais certo nas tuas análises , na interpretação generalizada das observações que fazes , e nessa tua forma ímpar de te posicionares perante as coisas .

Saio daqui num silêncio de reflexão e de agradecimento .
Beijo e um bom domingo !
Paula

Lilazdavioleta disse...

Luís ,
desde muito jovem que me dou a esse trabalho . Não sei viver de outra forma . A factura é elevada . E há um cuidado a ter . . . há pedras brilhantes que perdem o brilho, e outras que no momento de as deitar fora começam a brilhar .
Também não nos disseram que peneirar era fácil...

Tem aqui um belo texto , gosto .

um beijo e boa semana ,
Maria

Cecilia disse...

Boa tarde Luis.
Suas palavras são a própria realidade que vivemos, um caos de coisas e sentimentos ruins que devemos desabafar, sentir e externar para melhorar nosso ser, nossa pessoa e nossa maneira de pensar. Lutamos sempre e incansavelmente para nada disso entrar em nossa vida, mas com o tempo, tudo se ajeita.
Feliz Domingo.

Gracita disse...

Estimado amigo amigo Luís
Lendo o teu texto magnífico fui me apercebendo do ser humano íntegro que se posiciona com veemência perante sentimentos e comportamentos vis e de como abraça com fervor os ensinamentos que agregaste dando-lhes valor. Sentimentos nobres e genuínos de um coração costurado com fios do amor. Tuas palavras tocam fundo na alma e aqui fiquei embevecida com a magnitude intrínseca no mais profundo do teu ser, Uma pessoas com qualidades que admiro.
O quê dizer? Minha admiração cresce a cada novo conhecimento que tenho de ti
Desta vida insólita vamos peneirar o que vier e guardar somente os diamantes
Uma semana de paz e muitos sorrisos
Beijos no coração

GarçaReal disse...


A humanidade caminha cada vez mais para o degredo. A hipocrisia aumenta, a corrupção expande-se, a falsidade mina as sociedades.

Torna-se difícil a caminhada , no entanto há sempre uma réstea de luz que brilha e faz com que consigamos "peneirar as tais genuínas pedras."

Boa semana

Bjgrande do Lago

CÉU disse...

A carta de Mia Couto e o seu fantástico texto completam-se e alertam-nos.
Afinal, nós, Humanidade impaciente e desassossegada, só quer mesmo ter um lugarzinho ao sol, olhar as estrelas, arrancar da árvore uma maçã, umas frutas, sem químicos, e comê-las, enquanto olhamos os animais a pastar. Se der sede, temos a ribeira límpida, por perto, decerto, e portanto, a nossa boca já sabe o caminho.
A música? Temos os pássaros que estão à nossa volta e que executam a mais bela sonata. Então, tudo está perfeito e completo. Não precisamos, rigorosamente de mais nada.
Senti-me mto leve, mto bem ao ler o que escreveu. Parabéns, Luís pela sua simplicidade e bondade anímicas.

Beijo e boa semana.

Cecilia disse...

Boa tarde Luis.
Eu quem agradeço por ter retornado. seja sempre muito bem-vindo e obrigada por ter apreciado meu singelo cantinho.
Abraços e uma semana abençoada.

Cristina Cebola disse...

Boa tarde Luis!

Diria eu: e tudo mais não interessa!
A vida é para ser vivida com sentimentos nobres, pois só eles nos engrandecem.

Gostei muito do texto, ou melhor dos textos, do de Mia Couto, e daquele estrondoso "Abraço", mas não consegui comentar cada um deles em separado.

Uma semana luminosa repleta de harmonia...

GarçaReal disse...



Magnífico o texto de Mia Couto.Boa partilha

UM doa feliz

Bjgrande do Lago

Ana Freire disse...

E este mundo carece mesmo de mais pedras preciosas... mas passamos a vida a tropeçar em muita pedra pomes, por aí... porosas, permeáveis... e quebradiças ao mais pequeno embate...
Mais uma vez, saio daqui, de queixito caído... depois de ler mais um texto teu...
E a palavra que me ocorre, para o classificar é... Classe!
Beijinhos
Ana