Arquivo do blog

segunda-feira, 25 de maio de 2015

O que me fez Voltar ...




Este meu Blog , REFLEXOS E SINAIS DA ALMA, já tem 8 ANOS de Existência .

De início, em 2007 e 2008 esteve bastante ativo , e depois por não ter disponibilidade de tempo suficiente, e para não ter que falhar com nenhuma retribuição a ninguém, decidi encerrar o espaço de comentários durante vários anos ( o que causou estranheza a alguma gente … paciência rss ) , independentemente de continuar a publicar mais espaçadamente nos anos seguintes.

Depois veio a saturação e consequentemente a gradual falta de motivação, e assim este Blog esteve para ser encerrado por várias vezes … mas havia sempre qualquer coisa , algo inexplicável que evitava que tal acontecesse …

Há uns tempos atrás, depois de uma revisitação a todos os Bloggers desse tempo (2007/2008 /2009), verifiquei que pelo menos 95% deles já nem sequer existem , para grande saudade e pena minha .

Meditando em tudo isso , foi bom fazer esta longa pausa, caminhando e absorvendo o mundo real, continuando a viagem nesta carruagem da Vida captando as imagens e registando cada momento especial …

Antes deste meu regresso, coloquei a mim próprio várias questões :

O que é para mim, a Blogosfera ?

Apesar de alguns quererem fazer crer no contrário, este é um lugar que reflete totalmente o mundo real , um espelho absoluto, onde existe de tudo , com as mesmas condicionantes, com os mesmos egos insuflados, enfim as mesmas fragilidades humanas … mas felizmente, aqui também Existem Virtudes, onde Emergem Talentos, Projeções, Sonhos, Fantasias, Genialidades,Gente Simpatica, Gente Carinhosa, e Pessoas bem intencionadas e de Boa índole .


O que me fez voltar ?

A criatividade latente quase explodindo dando os seus sintomas, e a necessidade de continuar a colocar na Escrita o resultado dos meus Pensamentos, a equação das minhas Reflexões, e a filigrana das minhas Emoções.

O que eu procuro na Blogosfera ?

Nada, mesmo nada … a não ser Expressar os meus Pensamentos , escalpelizar as minhas Reflexões , continuando a ser um mero Aprendiz deste caleidoscópio chamado Vida ,observando, decifrando e esculpindo as minhas interpretações e os meus Sentimentos .

Dentro da possibilidade aleatória das coisas, talvez continuar a comungar universos, talvez continuar a encontrar Afinidades , no plano do Pensamento e da Reflexão , que possam acrescentar algo à minha composição , à minha fantasia , à minha razão , à minha evolução, bem como ao meu contínuo crescimento como Ser Humano , pois sou um Ser tremendamente imperfeito , com falhas, com erros, com avanços e retrocessos, com perdas , com pequenas vitórias, próprios dos desafios inerentes a esta imensa, mas tão curta Viagem, que se faz pelas estações e apeadeiros da Vida…

Mas estou firme e presente nesta Caminhada,nesta permanente tentativa de melhoramento, nesta demanda pigmentada de infinitas cores, de emoções, de dor, de sofrimento, de lágrimas, de Afetos, de Amor, de sorrisos , de gargalhadas, e de Alegrias , em busca do que penso ser, o contínuo, infindável … necessário Aperfeiçoamento .

Luis Sousa



“O engraçado da vida é que por vezes também criamos afinidades com aquelas pessoas que pouco vimos, que poucas palavras foram ditas, mas que grandes olhares foram trocados.”

Thaina Maressa





16 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um excelente texto e com uma reflexão sobre o mundo dos blogues que eu estou de acordo, por vezes atingimos uma certa saturação o que é normal, só há que ultrapassar essas fazes menos criativas.
Um abraço amigo e boa semana.

Pérola disse...

Gostei da tua partilha.

Eu existo há 3 anos e qualquer coisa e também já passei por essas fases de desistência, porém o apelo é sempre maior.

Gosto desta rede social, nada se lhe compara e não consigo explicar.

Beijinhos

Andreia Morais disse...

Tive outro blog pessoal antes daquele onde me encontro agora durante 4 anos e só senti vontade de terminar com ele no dia em que criei o meu atual. O antigo ainda existe, mas não está atualizado.

r: Sim, sabe mesmo bem :D

Ana Freire disse...

Já nem tenho ideia como cheguei até aqui... mas adorei este seu espaço...
E revejo-me em muitas das suas reflexões, sobre a blogosfera...
De qualquer forma... um mundo onde continuo achando, que vale a pena existir e insistir...
Abraço
Ana

Evanir disse...

Li sua postagem que muito me emocionou
eu também não consigo deixar meu blog.
Com mais de dez anos tentei por diversas vezes
abandonar ñ consegui parece que existe um pedaço de nós
ou seja pertencemos a dois mundo.
O real e virtual que nem diferença existe
para mim.
Fiquei feliz em estar aqui mais uma vez.
Uma linda noite beijos.
Evanir.

CÉU disse...

Olá, Luís!

Como está? Por aqui, tudo satisfatório, tudo Zen, ou quase tudo.

É sempre bom refletir sobre algo, e neste caso fê-lo em relação ao seu blog: aparecimento, "ascensão", consolidação e, como não poderia deixar de ser, o fim, pelos menos para os outros, a saturação.

É preciso descansar, e depois de feita a devida interiorização, sem tempo certo, recomeçarmos ou não. Na realidade, há muitos blogues, dessa altura, que já não existem ou estão esquecidos no tempo. Motivos vários levaram a isso, certamente.

O mundo virtual, creio eu, que ultrapassa já o real, e eu sei do que falo. As pessoas não se conhecem, nunca se viram, mas parece que desabafam muito mais com os amigos virtuais do que com os que conhecem há anos. Passam-se coisas incríveis na blogosfera!

Voltou. Seja bem-vindo!

Tenha dias felizes, com muita luz.

Beijinhos da Céu.

© Piedade Araújo Sol disse...

um excelente texto.
eu ando na blogesfera desde 2004 e em 2005 criei meu próprio blogue, tenho me mantido sempre activa embora muitos tenham desistido.
concordo com o seu texto, e daqui mando o meu abraço.
obrigada pelas visitas
boa semana
beijo
:)

Laura Santos disse...

Eu tenho o meu blog há precisamente três anos, e já estou saturada!...:-)
Concordo em absoluto que a blogosfera é um espelho da vida real. Nela existe de tudo, desde blogs que nada acrescentam, a blogs muito interessantes sobre os mais variados assuntos, e blogs de grande beleza e rasgo criativo, de cunho muito pessoal, geridos por pessoas muito talentosas. Existe a humildade e existem os egos exacerbados, a delicadeza e simpatia de uns, a falta de educação e indiferença de outros. Tudo como na vida real.
Ainda bem que regressaste. Eu própria farei uma paragem agora no fim do mês, e nem sei se voltarei, porque de momento estou muito saturada e com muita falta de tempo. Veremos se resistirei ao apelo da escrita, e a esse elo que me liga, mesmo que virtualmente, a pessoas muito bonitas.
xx

Vera Lúcia disse...


Olá Luís,

Oito anos na blogosfera? Tenho quatro e também já fiz como você, eliminando a barra de comentários por um período por falta de disponibilidade de tempo para retribuir visitas. Pareceu-me indelicadeza, a princípio, pois continuei a publicar para não deixar o blog inativo. Houve quem desse de 'cara na porta', mas ninguém se magoou e os amigos parecem ter entendido o meu posicionamento. Creio que seria mais indelicado não retribuir uma visita e comentário.
Que bom que você resolveu retornar. Logo você estará com novos amigos. Vejo grande vantagem na interação entre amigos blogueiros. Aprendemos muito. Há uma troca importante e enriquecedora. Muitos continuam na blogosfera por motivos similares aos seus, como, por exemplo, a necessidade de extravasar-se através da escrita. Você escreve muito bem e nos presenteia com um blog de excelente conteúdo.

Abraço.

São disse...

Gostei de saber os seus motivos e embora estejamos há quase o mesmo tempo deste mundo, só agora o descobri.

Espero que continue a dar-nos o gosto da sua presença.

Tudo de bom, Luis

MARILENE disse...

Luís, seu sentimento é o de muitos, razão pela qual alguns ficam pelo caminho, desestimulados, por razões várias, de continuar. Como tenho três espaços, fica ainda mais complicado (rss). Já deixei um deles adormecer por algum tempo, mas a gentileza de amigos me fez despertá-lo. Atualmente, não publico com a frequência inicial e vou vistando, com calma, os blogues que acompanho.
Esse nosso mundo é muito especial e me atenho àqueles blogueiros que apresentam postagens prazerosas de se ler. Existe uma troca positiva que nos traz conhecimentos e emoções.
E vamos lá!!!!!! Abraço.

ॐ Shirley ॐ disse...

A integração da consciência individual com a Consciência Cósmica, faz com que o indivíduo estabeleça seus objetivos espirituais, no caminho da evolução...
Parar de escrever, Luis, não creio ser uma boa pedida. Precisamos extravasar o que existe em nossa alma e você faz isso com maestria.
Paz e Luz!

GarçaReal disse...

Sem dúvida que tal como na blogosfera,também na vida por vezes é necessária uma paragem para pensar e dar ao nosso eu mais verdadeiro , uma outra oportunidade, pois cada momento é um recomeço, é um renascer.

Nunca páres de escrever pois o que escreves sempre foi e é digno de ser lido.

Tenho estado um pouco ausente por morte de alguém muito próximo.

Bom fim de semana

Bjgrande do Lago

Maria Rodrigues disse...

Luís vim agradecer a sua visita ao meu cantinho e fiquei encantada com o seu blogue.
Para mim o blogue é uma forma de aliviar o stress, de esquecer o que me preocupa ou deixa triste, é um meio de aprender novas coisas e de divagar por aquilo que gosto.
Bom fim de semana
Um abraço
Maria

Lilazdavioleta disse...

Olá Luís ,
tinha , minutos antes de ler o seu excelente texto , estado num debate a solo , se encerrava ou não o blogue .
Só depois de ler a data em que começou o seu, fui ver quando comecei os meus . . . fins de 2006 .
Estou a sentir uma certa saturação , mas ao mesmo tempo , há algo de prazeroso nas buscas que são necessárias para as publicações .

Alguns comentários são de considerar . Aqueles que denotam atenção e interesse .
Os que são tipo " troca por troca " , entristecem -me .
Por vezes esqueço que , ainda que virtual , isto é a vida .

Um abraço ,
Maria


tb disse...

Uma reflexão sobre o virtual e o real com a qual concordo.
Tudo o que criamos e por onde andamos, seja por que meio for, acaba por ser um reflexo de cada um de nós...
Bom recomeço. Grata pela visita.
Um abraço